segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Os Assaltantes do saber.

A criminalidade ligeira e o furto à mão armada continuam a aumentar em Portugal. Nos últimos tempos há a registar a subida considerável de uma modalidade de furto na qual o agressor sabe exactamente o que quer da sua vítima. Este método que se tem transformado numa espécie de surto em várias cidades portuguesas, tem como alvos preferenciais docentes catedráticos, universitários e politécnicos em geral, bem como professores do secundário ou autodidactas de reconhecido mérito. O assalto decorre invariavelmente do mesmo modo: o meliante começa por abordar a sua presa com uma pergunta neutra do tipo – “ó bacano, onde fica a Faculdade de Ciências mais próxima?" – e como o escolhido responda correctamente ao que se lhe pergunte, o agressor empunha bruscamente uma arma branca, um “x-acto” ou mesmo uma caneta Bic e saca do agredido autênticas dissertações de mestrado ou doutoramento. As queixas apresentadas testemunham os questionamentos mais diversos, citem-se os seguintes: – “ó palhaço passa para cá tudo o que sabes acerca de Lansi Suomen Laani!” – ou ainda – “se não queres ficar magoado diz-me tudo o que sabes sobre a teoria dos fractais”. Estes praticantes profissionais de furto qualificado chegam mesmo a questionar especialistas acerca da planta Cooksonia Pertoni, sendo conhecida uma pergunta por várias vezes reiterada – “se tens amor à vidinha recomendo-te que me expliques bem explicadinha a fórmula e=mc2, sem omitires nada!” O grau de exigência destes larápios vai ao ponto espantoso de exigir dissertações sobre o esquematismo kanteano ou mesmo sobre a fenomenologia existencial do dasein em Heidegger. Em alguns casos relatados solicitam-se informações detalhadas que incidem em módulos de investigação operacional como sejam as “listas de espera” ou "teoria dos grafos" ou sobre aplicações da física quântica e nuclear. Assim vai a insegurança nas ruas das cidades portuguesas!

3 comentários:

Anónimo disse...

Um dos teus melhores textos de sempre. Já agora, se tens amor à bidinha, diz-me onde fica o "regalo do boi"...

Regalo do Boi

Tripas74 disse...

E há tanta malta sem nada para roubar!! Já reparaste que tens uma borbulha no nariz?

Pedro Rodrigues de Sousa disse...

Amigo Oliveiradouriense a borbulha não é verdadeira...foi feita no photoshop... somente para dar uma imagem mais realistaica de um meliante ... acreditas, não???