sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

“¿Por que no te callas?”


O Crescei e multiplicai-vos decidiu proceder a mais uma original e inédita iniciativa: uma sondagem de opinião. Desta feita tentaremos compreender quem é que os portugueses consideram mais apto para receber não o prémio “Príncipe das Astúrias”, mas o magnífico galardão “El Rei de España”.

Os nomeados são:

a) Pedro Santana Lopes por ser o feliz autor de frases repetidas como “é assim a política”;

b) Os toques polifónicos e demais parafernália “¿Por que no te callas?”;

c) O Professor Marcelo Rebelo de Sousa por dizer os lugares comuns que lhe convêm do modo que lhe convêm e toda a gente achar que são verdades lapidares;

d) O comendador Joe Berardo por ser o 5.º homem mais rico do país e o 1.º mais omnipresente na bagunçada dos media e dos fait divers;

e) O padre Borga, a Picolé e demais amigos, as tias das revistas cor-de-rosa, o Gay Mago da TVI e demais tralha caquéctica do Portugal risível;

f) O Ministro (sinónimo para escravo em Latim) da OTA por já não ser suportável ouvi-lo a ele e aos outros um segundo mais que seja;

g) Todos aqueles que diariamente nos tem brindado com biografias, panegíricos e outras simpatias sobre Jorge Jardim Gonçalves;

h) Os Granadeiros, os Vanzellers e a corja de descarados abutres por estarem em adiantado estado de putrefacção e continuarem a ter voz neste país à beira ma(l) plantado;

i) As famílias superstars que vão para casa passar o Natal e sobretudo aquelas que continuarem a poluir os olhos dos portugueses que consentem ser brindados com tal generosidade;

j) Finalmente a uma concorrente de prestígio - Júlia Pinheiro - a nomeada mais con(sem)sensual desde o Zé Maria do big brother.


Vote aqui: «.»

3 comentários:

Pedro Rodrigues de Sousa disse...

psiuuuuuuuuuuu... há quem diga que a fala do rei de espanha que aprece no balão da imagem deste post é uma pergunta que o seu autor faz aos leitores do nosso blog... digo eu...

camões disse...

claramente a letra 'i'

romantico mas muito macho disse...

eu prefiro a letra "L". os heterosensuais ainda não inventaram melhor do que miúdas aos beijos