segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Made in China


Uma inspecção de IGT detectou graves irregularidades laborais na fábrica do Pai Natal pelo que esta irá ser definitivamente encerrada. A Mattel já se prontificou, a título de mecenado e desde que com exclusividade, a substituir a fábrica agora encerrada:

236 dos 334 duendes eram menores de idade. De entre estes, 78 declararam estar lá contra a sua vontade. Destes, 54 referiram claramente terem sido raptados por um senhor de barbas com muito mau-hálito. Os restantes foram aliciados no Vietname com garrafas de Coca-Cola que nunca chegaram a beber.
Apenas um dos duendes (cujo ADN prova ser filho do Pai Natal) tinha seguro de trabalho.
Nenhuma das máquinas tinha as devidas protecções de segurança e eram visíveis várias marcas, cicatrizes e amputações em muitos dos duendes.
A temperatura no interior era na altura da inspecção de apenas 2 graus. Foi encontrado um corpo de duende parcialmene congelado e semi-decomposto no armazém de matérias primas.
Segundo o bilhete de identidade do Pai Natal, este tinha já 83 anos; não foi contudo apresentado nenhum comprovativo de inspecções médicas obrigatórias. Um teste de alcolémia detectou-lhe 1,8g/l de álcool no sangue. O hálito era dantesco, e os dentes cavernosamente putrefactos; valia-lhe o bigode a tapar a cremalheira.

O director de inspecções avulsas,

Alan Prost

5 comentários:

nuno gouveia disse...

ganhei, cheguei primeiro.

Sindicato dos trabalhadores do Natal disse...

Fosga-se, esse Nicolau ou Klaus ou Claus ou lá o que é, é um explorador de duendes!

Anónimo disse...

Penso de que foram one million... ou um milhão...

Zeca Afonso de bolso disse...

O senhor da boca cavernosa instituiu o materialismo, o senhor dad boca cavernosa instituiu o materialismo! Só não teve tempo para usar pasta medicional Couto apesar de ser materialista!

nuno gouveia disse...

eu é que sou o director